8.18.2006

sutilezas

As palavras poderiam não ser mais palavras. O mundo me acorrentou nas incertezas. A grosseria, o descaso, e o egoísmo fazem parte da rotina que me cerca...
O grito está entalado na garganta, nada é como eu acreditei um dia.
A frieza de sua caduquice me enoja. Onde foi que meus pés erraram o caminho? Onde deixei os rastros? Queria asas para voar, e um lugar que pudesse ser eu mesma sem parecer tão desconexa do mundo.

Um comentário:

KK disse...

Esse poema ficou lindo. Sou amigo da Thali Vivi, passa no meu blog e leia um poema intitulado Pipa, inspirado no Romance de Kaled Hosseini um afegão, tem algo a ver um pouco com suas linhas aqui.
Bjs KK