7.04.2006

Palavras mudas

Já sentiram vontade de gritar para o mundo inteiro ouvir suas vontades, seus sentimentos e tudo o que cerca seu espaço? Mas a única coisa que sai são gritos no silêncio vasto? Exatamente assim que eu me sinto. Ando incompleta. Às vezes é necessário deixar as palavras fluirem...
Aquela velha história de ser reticências me cansou. Enjoou o pouco do estomago que me resta, pela quantidade de cigarros e xícaras de cafés e pelo fato de não conseguir ingerir nada.


Tudo anda meio morno; o morno não aquece nada e nem alimenta o que tem fome, e eu tenho fome e sede de mais coisas a serem vividas. Conseguem compreender, até aqui, onde eu quero chegar?
Esta incostância do dito pelo não dito, as atitudes parecerem tanto faz, tanto fez é alarmante. Queria atitudes misturadas com as tais palavras, as palavras escritas assim, preto no branco.


4 comentários:

Jones disse...

Oi Vivian (com sotaque español)... Então... Olha as reticências... Rsrsrsrsrs. Bosta, é o tal do dito pelo ñ dito, às vezes ñ temos palavras, às vezes não sabemos nos expressar, sei lá! Acho que entendo o que vc quer dizer, essa inconstância, intempérie de sentimentos e atitudes. Já passei por isso, hoje, posso dizer que não passo mais, mas já não sei dizer se é bom ou ruim, de vez em quando penso que eu me encontrava, me conhecia mais. Agora está tudo tão agitado, outras pessoas, outras atitudes SEI LÁ!
Sinto saudade da monotonia, da rotina... A verdade é que nunca estamos... como falamos, nossa que branco! Ah sim, nunca estamos saisfeitos.

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

I like it! Good job. Go on.
»

Anônimo disse...

Great site lots of usefull infomation here.
»